Prefeitura pleiteia trazer serviços de tratamento de câncer para Caratinga

Até dezembro de 2018 os atendimentos de oncologia dos pacientes de Caratinga eram direcionados para Muriaé e Ipatinga conforme escolha do paciente mediante as v

Publicado por Pablo Gonçalves, 12/09/2019
Compartilhe esta notícia

Até dezembro de 2018 os atendimentos de oncologia dos pacientes de Caratinga eram direcionados para Muriaé e Ipatinga conforme escolha do paciente mediante as vagas existentes, sendo então levados e trazidos de volta pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Caratinga.

A partir de janeiro de 2019, por determinação do Governo do Estado, o fluxo passou a ser direcionado somente para Ipatinga. Entendendo que a mudança possa representar a médio e longo prazo uma maior espera na marcação das consultas e considerando especialmente que a patologia, o câncer, tem no “tempo” um fator muito importante, a Prefeitura de Caratinga vem buscando juntamente com a Fundação Cristiano Varella reconquistar o direito de fluxo para Muriaé, porque é por meio da Fundação que vem sendo formulado o projeto em que parte dos atendimentos ofertados aos pacientes com câncer passarão a ser atendidos em Caratinga.

Conforme projeto pleiteado pela Vereadora Neuza Maria, que é a Assistente Social Responsável pela Oncologia, na parceria com a Fundação Cristiano Varella, ao ser retomado o fluxo de pacientes para Muriaé, parte dos atendimentos poderão ser feitos em Caratinga a partir de uma unidade de atendimento estruturada pela Fundação. Nesta unidade poderão ser realizados serviços de controle, como atendimento ambulatorial, a 1ª consulta, quimioterapias (sem internação) e cirurgias de baixa complexidade. Permanecendo em Muriaé os serviços de Cirurgias de cabeça e pescoço, radioterapia e outros.

Para a estruturação da proposta que será feita ao Governo do Estado sobre a retomada do fluxo para Muriaé, e para a definição das novas etapas a serem cumpridas para a efetivação do projeto, na última terça-feira (10), o Prefeito de Caratinga, Dr. Welington Moreira de Oliveira, juntamente com a Secretária Municipal de Saúde, Jacqueline Marli dos Santos, e a vereadora Neusa Maria realizou reunião com secretários da microrregião no Gabinete do Prefeito. O Chefe do Executivo também avaliou imóveis possíveis para a implantação dos serviços.

Até o momento, os procedimentos necessários para a efetivação do projeto vêm ganhando forma e consistência, mas apesar dos muitos esforços em torno da proposta, a decisão depende do estado. A motivação principal é facilitar o tratamento dos pacientes e aumentar as condições de alcances de resultados mais rápidos nos tratamentos.